O sempre encantador mundo das lentes.

Recentemente eu estava vendo o início de um evento via web e me deparei com uma imagem onde o fotógrafo encara, via lente, um dos competidores, estabelecendo ali um elo de comunicação e uma simbiose interessantíssima.

E me veio o pensamento das diversas ‘respostas’ obtidas quando isto acontece.

Na minha maneira particular de fotografar confesso que em todas as vezes que fotografo eu fico alguns segundos com a câmera no rosto esperando por um momento oportuno onde eu possa explorar o que quero.

Como a fotografia de gente é a que mais gosto, muitas vezes este procedimento acaba por chamar a atenção dos fotografados.

E não foram poucas as vezes em que as reações tomaram rumos diferentes do que eu imaginei para o momento.

Em algumas delas recebi a “negação”, como se o fotografado não quisesse a imagem …

Em outras contei com a surpresa …

E em outras a anuência, a aceitação, a concordância …

Não obstante os diversos sentimentos que partem destas imagens e a maneira como nós fotógrafos lidamos com isto, é fácil perceber que a presença de uma lente direcionada a alguém naquela mínima fração de tempo pode transformar o caráter desta imagem, ditando o ritmo.

Lúdica, misteriosa, faceira ou banal … não importa.

Importa é a magia que estes momentos carregam, a importância de nossa comunicação com o mundo enquanto ‘agentes produtores’ e nossa transformação humana neste processo.

Anúncios

2 comentários sobre “O sempre encantador mundo das lentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s