“Qualidade Zeiss!”

“Qualidade Zeiss!”.

É uma expressão que a gente sempre lê ou ouve quando se trata de equipamentos fotográficos e quando quer se traduzir em poucas palavras o quesito excelência.

Muitas vezes a simples frase já é bem chamativa e passamos a nos perguntar se realmente uma outra expressão faz sentido: “ … quem tem fama deita na cama” … que significa a confirmação de certas situações.

Bem, eu sou cético na maior parte das vezes e sou como Santo Tomé, tenho de ver pra crer.

Usando constantemente lentes da qualidade da Helios e da Takumar, me parecia suficientemente expansivo o preço que se cobra pelas lentes Zeiss.

Minha curiosidade era grande, mas a falta de coragem e o preço mais barato por lentes que são ótimas, como as descritas acima, me impediam de investir cerca de R$ 600,00 em uma lente Zeiss.

Paguei pra ver e comprei uma.

De princípio, achei uma ótima lente, boa de manusear, boa de focar e com qualidade igualmente boa … mas não excepcional como descreviam reviews e opiniões encontradas em fóruns e listas de discussões.

Na verdade não havia de minha parte arrependimento, mas havia uma dúvida se a lente era realmente tudo aquilo que descreviam.

Comecei a usá-la sistematicamente, praticamente só fotografava com a lente e comecei a pegar o jeito dela … e aí veio a constatação …

A lente, e por conseguinte a ótica Zeiss, é realmente uma coisa absurda.

Nas últimas semanas fotografei com certa regulariade e produzi algumas imagens que, olhando bem calmamente, produzem um resultado que me parece superior quando comparadas com outras lentes.

As imagens abaixo publicadas são a prova que eu precisava para me sucumbir ao que tinha lido.

Cada uma com uma particularidade diferente dependendo das condições de luz em que foram feitas, mas todas elas com resultados estupidamente bons, para não dizer excelente.

Na foto abaixo nota-se o brilho na pele e os detalhes de nitidez surpreendente no cabelo e na garrafa de refrigerante, por exemplo.
Os vincos da camisa e os detalhes do prato metálico sobre a mesa.

A foto abaixo surpreende por detalhes como a cor da pele avermelhada, de minha sobrinha recém-nascida, algo característico em nenêns.
As diferenças sutis do branco e do bege dos vestuários do hospital, a transparência do berço, os detalhes dos bordados do travesseiro e do ‘amassado’ das roupas.

Na foto a seguir o suor do trabalhador, a fumaça do objeto que queima a pele do animal quando marca-o, a barba cerrada em tons brancos e escuros, os rasgados do boné, os diferentes tons de preto e marrons no couro do animal.

Na próxima é incrível notar as rugas bem demarcadas, as pintas nos braços, a nitidez da expressão da senhora e o emblema da marca do refrigerante muito bem delineado.

São apenas exemplos da capacidade de reter detalhes que a lente demonstra e produz.
A nitidez abundante, os contrastes certos e os desfoques suaves.

Se a Zeiss conquistou ao longo do tempo uma fama de marca conceituada e sinônimo de qualidade não foi à toa.

Bastou um par de meses e ‘meia-dúzia’ de fotos para que eu me rendesse.

É … “quem tem fama deita na cama.” … ou … “Qualidade Zeiss!”

Captura: Carl Zeiss Jena Flektogon 35/2.4.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s